Buscar
  • Braulio Cruz

A Impressão 3D em Dubai.

A impressão 3D vive um grande momento de crescimento e desenvolvimento da tecnologia em todo o mundo. São inúmeros setores impactados e diretamente beneficiados através do uso da manufatura aditiva (impressão 3D).


A construção civil é uma das principais áreas a serem beneficiadas em todo o mundo com o uso da impressão 3D, para auxiliar nas obras e evitar desperdícios no setor. A cidade de Dubai, sempre referência em tecnologia na construção civil, é um dos destaques no uso desta ferramenta nas construções de seus edifícios.

A impressão 3D permite que sejam desenvolvidos peças e produtos – seja um objeto minúsculo ou até mesmo um edifício inteiro – de maneira muito mais otimizada e financeiramente viável, visto que antes demandavam muito tempo para serem desenvolvidos, além dos investimentos serem consideravelmente mais caros.


Além disso, o uso da manufatura aditiva (impressão 3D) possui uma incrível capacidade de adaptação, o que permite transformar esta tecnologia em uma ferramenta para o desenvolvimento humano, com benefícios aplicáveis em diversos locais e áreas de atuação.

Na cidade de Dubai a impressão 3D será utilizada para otimizar o setor da construção civil. A partir de 2020, cada novo edifício que for erguido na cidade, deverá ter pelo menos 25% de sua construção impressa em 3D, em setores como o de iluminação, bases e fundações, ou até mesmo edifícios inteiros. A medida foi determinada pelo governo local e valerá pelos próximos sete anos.


A organização Dubai Future Foundation, que se dedica a tornar a metrópole um centro de tecnologia no Oriente Médio, afirma que esta medida irá reduzir a mão de obra em até 70% e haverá também uma redução nos custos da construção de até 90%.

Em 2017, Dubai já testou o potencial da indústria de construção em impressão 3D, quando inaugurou o primeiro edifício do mundo a utilizar a tecnologia. Chamado de “Escritório do Futuro”, o edifício foi criado por uma impressora 3D de concreto como matéria-prima, com um braço robótico de seis metros de altura por 12 metros de largura.

Para isso, foram necessários um técnico para monitoramento da impressora, 7 pessoas que cuidaram da instalação do edifício e mais 10 eletricistas e especialistas, responsáveis pela hidráulica e elétrica. Uma grande redução, considerando-se as construções clássicas.


Os Emirados Árabes enfrentam graves problemas em relação à exploração de mão de obra de imigrantes na indústria da construção, com casos de abusos de direitos humanos e até escravidão.

Com isso, a utilização da impressão 3D para proporcionar melhores condições de trabalho é um importante desafio e um grande marco na tecnologia como um todo. Uma solução sustentável e eficiente para o desenvolvimento tecnológico da construção civil.

Braulio Cruz

CEO Bravo

12 visualizações
 

Formulário de Inscrição

+55 32 99129-7648

Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil | 36036-630

  • Instagram
  • Facebook

©2019 - 2020 por Bravo Tecnologia 3D. Todos os direitos reservados. CNPJ: 35.944.572/0001-03